vacina hiv

Vacina contra HIV

A vacina o vírus HIV encontra-se em temporada de estudos, sendo pesquisada por cientistas em todo planeta, porém ainda não há uma vacina que seja verdadeiramente eficiente. Ao longo dos anos houveram varias hipóteses de que a vacina ideal teria sido encontrada, conquanto, todas elas perderam seu efeito.

Entenda porque o HIV ainda não possui uma vacina eficiente as barreiras encontradas até o instante.

vacina hiv

Porque o HIV ainda não possui vacina

Presentemente não existe vacina eficiente o vírus HIV, isso porque este se dique de modo dissemelhante dos outros vírus, como o da gripe ou o da catapora, por ex. No caso do HIV o vírus afeta uma das mas essenciais células de resguardo do corpo, o linfócito T CD4, que comanda a resposta imune de todo corpo. As vacinas ‘normais’ oferecem uma uma parte do vírus agitado ou defunto, o que é suficiente para fazer o corpo reconhecer o agente atacador estimular a produção de anticorpos esse vírus.

Conquanto, no caso do HIV, não basta simplesmente estimular a produção de anticorpos, porque isso não é suficiente com o propósito de o corpo tenha como combater a doença. Pessoas soropositivas possui diversos anticorpos circulantes em seu corpo, porém isso não é suficiente, porque eles não são capazes de varar o vírus HIV. Deste modo, a vacina o HIV deverá funcionar de modo dissemelhante dos outros tipos de vacinas existentes os vírus mas comuns.

O que dificulta a geração da vacina do HIV

Um dos fatores que dificulta a geração da vacina o HIV é o fato do vírus combater a célula encarregado pela regulação do sistema imune, o linfócito T CD4, o que faz com que haja produção descontrolada de anticorpos. Aliás, o vírus HIV deve suportar várias modificações, podendo ter peculiaridades diferentes entre as pessoas Desta forma, se bem seja invenção a vacina para o vírus HIV, outra persona deve ser portadora do vírus substituído, por ex , deste modo, a vacina passa a não ter efeito.

Um outro fator que dificulta os estudos é que o vírus HIV não é hostil nos animais, por consequência, os testes só podem ser realizados com macacos (porque possui um ADN bastante imitante com humanos) ou nos próprios humanidade. As pesquisas com macacos são bastante caras possui paquete bastante restritas para proteção dos animais, que tornam essas pesquisas nem continuamente viáveis, em humanidade não não existem varias pesquisas que tenham pretérito da 2ª temporada de estudos, que explicamos seguinte.

Como as vacinas são criadas

O processo de geração das vacinas passa por 3 fases diferentes:

Tempo 1:

Uma vacina experimental é asneira com fragmentos do vírus num pequeno número de pessoas, por ex 100, é observado como seu corpo reage depois da vacina quais efeitos colaterais despontam. Essa período duração em média 2 anos, se houverem resultados satisfatórios, a vacina passa para a 2ª período. Varias vacina o HIV já passaram por esse instante de esperança.

Período 2:

A mesma vacina passa a ser asneira em um número maior de pessoas, por ex 1000 pessoas, além de observar como seu corpo reage os efeitos colaterais, tenta-se desvendar se diferentes doses são eficazes, a término de descobrir a ração apropriada, que tenha menos efeitos nocivos, porém que seja capaz de proteger o mundo inteiro as pessoas, em todo planeta.

Como o vírus HIV tem diversos subtipos ao volta do planeta, geralmente as pesquisas encontram mas complexidade nesse tema, visto que a vacina deve ser eficiente para um classe de vírus usual na Façanha, porém que não é eficiente para o vírus encontrado em outros países, não sendo essa vacina considerada eficiente.

Muitas pesquisas em todo o planeta estão na segunda tempo de testes, sendo precisa uma coadjuvação à nível universal.

Temporada 3:

Supondo que a mesma vacina tenha encontrado sucesso até a período 2, ela passa para a terceira período que consiste em impor esta vacina num maior número de pessoas, por ex 5 milénio, observar se elas verdadeiramente ficam protegidas ou não.

Nada obstante, mesmo com a vacina na última tempo de testes, é essencial que a persona passe a ter os mesmos cuidados relacionados à proteção a contaminação, ou melhor, usar camisa-de-vênus não compartilhando seringas, por ex. Apesar disso, a escassez do conduta de risco é essencial com o propósito de se tenha como estimar a eficiência segurança da vacina em estudo.

Tipos de vacina do HIV

Existem 2 tipos diferentes de vacina, a vacina para prevenção do HIV, onde são focados extensa secção dos estudos, também a vacina terapia, que ajuda no tratamento o HIV, essa já existe possui sido usada em combinação com os antirretrovirais, com sucesso em vários países. Saiba mas sobre os avanços em relação à tratamento do HIV, como a vacina terapia possui sido usada em pacientes soropositivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *