Exemplos de Exercícios Funcionais e principais benefícios

Os exercícios funcionais são aqueles que trabalham todos e cada um dos musculos concomitantemente, diferentemente do que acontece na musculação, quando os grupos musculares são trabalhados de modo isolada. Por conseguinte, os exercícios funcionais melhoram a consciência corporal, coordenação motriz, desembaraço, estabilidade força muscular.

Os treinos funcionais são intensos, dinâmicos realizados em circuitos, sendo geralmente estipulado um tempo para realização da série de exercícios sem que sejam feitos intervalos entre os movimentos, somente entre uma série outra. Por ser intenso, esse gênero de de treino favorece a queima de adiposidade, sendo também interessante para quem quer emagrecer, por ex.

O que são Exercícios Funcionais, para que servem e como fazer

Primordiais vantagens

Os exercícios funcionais são realizados, na aglomeração das vezes, utilizando o peso do próprio corpo envolve a realização de movimentos que fazem uma parte do dia-a-dia, como baixar, decorrer, saltar, retirar repuxar, por ex. Aliás, pelo fato de também ser de subida intensidade, os exercícios funcionais possuem variados melhoras, sendo os primordiais:

  • Melhora do condicionamento físico da capacidade cardiorrespiratória;
  • Aumenta a força muscular;
  • Promove o perder peso, visto que há aumento do metabolismo, favorecendo a queima de adiposidade até mesmo depois do treino;
  • Favorece a definição muscular;
  • Melhora a coordenação motriz;
  • Melhora a postura estabilidade corporal;
  • Diminui as chances de lesões;
  • Melhora a flexibilidade.

Os exercícios funcionais podem ser realizados em espaço são rápidos, podendo os circuitos variarem de 20 a 40 minutos como o tamanho quantidade de séries a serem realizadas. É essencial que a prática dos exercícios funcionais seja acompanhada por um profissional de instrução física com intenção de os exercícios sejam realizados da forma correta intensa para ter melhoras.

Exemplos de Exercícios Funcionais

Os exercícios funcionais são realizados singularmente com o uso do peso do próprio corpo, conquanto os exercícios também podem ser feitos utilizando pequeno número de acessórios, como halteres, elásticos, polias, kettlebells, bolas suíças, entre muitos outros, que são fácil de insignificante dispêndio.

É essencial que o rotação funcional seja determinado pelo profissional como as peculiaridades da persona objetivos. Número reduzido de exemplos de exercícios funcionais são:

1. Agachamento

O que são Exercícios Funcionais, para que servem e como fazer

O agachamento é um ótimo treino não só para fortalecer o core, porém também para trabalhar os membros inferiores deve ser conformado utilizando o peso do próprio corpo ou com halteres.

Com finalidade de o agachamento seja realizado conforme as regras, é essencial posicionar os pés voltados para na frente de na largura dos ombros , se for o caso, reprimir o barra diante do corpo. Logo depois, contrair o abdômen, baixar regressar para a posição inicial. Esse movimento deve ser repetido pelo tempo que for indicado pelo mestre.

2. Swing unilateral com Kettlebell

O que são Exercícios Funcionais, para que servem e como fazer

Esse manobra é constituído utilizando o kettlebell complementa o agachamento, porque ajuda a desenvolver a extensão dos tornozelos, joelhos quadris.

Para realizar esse manobra, é preciso deter o kettlebell com a mão direita arquear levemente os joelhos. Logo após, fazer impulso com o corpo com o propósito de o kettlebell fique na profundidade dos ombros os joelhos estendidos, depois descer o kettlebell pelo mesmo rumo.

Pelo fato do treino funcional ser ativo, varias vezes é recomendado que kettlebell retornar para a posição inicial, a persona o passe para a outra mão, podendo trabalhar os 2 lados durante a mesma série.

3. Desenvolvimento da moleira

O que são Exercícios Funcionais, para que servem e como fazer

Esse manobra ajuda a entregar segurança ao core aos ombros deve ser constituído com barra ou com uma embocadura, por ex.

A realização desse treino é fácil, basta posicionar os halteres ou a embocadura na profundeza dos ombros desenvolver até da testa, devendo o movimento ser repetido durante o tempo indicado pelo professor.

4. Prancha

O que são Exercícios Funcionais, para que servem e como fazer

A prancha é um ótimo treino para prometer a segurança do ombro a rigidez do core, que corresponde aos musculos da área abdominal, lombar pélvica que garantem a segurança da pilar.

Para fazer a prancha, basta estribar as mãos ou os cotovelos as pontas dos pés no solo sustentar a posição pelo tempo que for recomendado pelo preceptor.

5. Ondulação com corda naval

O que são Exercícios Funcionais, para que servem e como fazer

Esse treino promove aumento da resistência do core favorece o condicionamento físico, sendo varias vezes incorporado nos circuitos funcionais.

O treino da corda naval é fácil, devendo a persona deter as pontas da corda, contrair o abdômen , com os joelhos semiflexionados, movimentar as mãos para cima para grave, de modo alternada, com o propósito de se formem ondulações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *